O papel das pandemias e do clima na crise da civilização Do livro de Kyle Harper: How the Roman Empire Collapsed

, par  MASSIAH Gus

As pandemias e o clima estão no centro das atenções. Esta não é a primeira vez que eles aparecem na história. Em um excelente livro, Kyle Harper [1] discute seu papel na queda do Império Romano ocidental e mostra como eles revelaram a perda de resiliência de Roma. A partir deste exemplo, elaboramos uma livre reflexão nestes tempos incertos.

« Sac de Rome par Genséric, roi des Vandales », tableau de Karl Pavlovich Brioullov (1799–1852).

Tal crise nos leva a refletir sobre a perda de resiliência e a queda do império americano, bem como sobre a mudança do centro do mundo e a ascensão da Ásia. Isso também nos leva a considerar que estamos atualmente passando por uma crise civilizatória que será duradoura. Ela coloca no horizonte a superação do capitalismo, o modo de produção que o sucederá não estando determinado e também podendo ser desigual e destrutivo.

Esta crise nos leva a se dedicar à compreensão das transições entre as civilizações e a resituar o colapso, que não longe de se configurar como fim da História, se caracteriza como uma passagem para o surgimento de novas civilizações.

Ver online : Les possibles

[1Kyle Harper, Comment l’empire romain’s’est effondréré éditions La Découverte 2019 (versão francesa de The Fate of Rome, Priceton University Press, 2017).

Navigation

Journal des Alternatives, une plateforme altermondialiste

Siga Intercoll.net

Redes sociais - RSS