Os irmãos musulmanos egípcios face à questão social. Autópsia de uma mal-estar sócio-teológico

, par  HAENNI Patrick, Religioscope, TAMMAM Husam

Husam Tammam e Patrick Haenni consideram a questão social como um teste capital para a visão do mundo dos Irmãos Musulmanos. Par além das ideologias de fachada, os posicionamentos da confraria sobre as questões sociais são precisamente analizadas neste artigo. A afirmação de um etos capitalista e de gestão no seio do estrato dos Irmãos integrada ao mundo empresarial e aos seus valores é desde logo destacada. Este posicionamento à direita explica nomeadamente a participação da confraria às lógicas de liberalizações económicas. Por conseguinte, e apesar de uma promoção ideológica da questão social, esta é explusa do campo político para ser apreendida em termos sobretudo morais. Além disso, a implementação recente dos Irmãos no seio do mundo operário mostra a adopção de uma lógica corporatista da acção sindical. Husam Tammam e Patrick Haenni concluem assim sobre a atitude de esperar para ver do movimento islâmico em relação às questões sociais.

Les Frères Musulmans Égyptiens face à la question sociale

Navigation

Journal des Alternatives, une plateforme altermondialiste

Siga Intercoll.net

Redes sociais - RSS