Apresentação Intercoll

Intercoll é um espaço aberto de desenvolvimento e troca de ideias entre movimentos sociais e cidadãos. Visa contribuir para o surgimento gradual de um novo "intelectual coletivo internacional", através do desenvolvimento intelectual dos movimentos sociais e das redes de pesquisa e educação popular a elas ligadas. Intercoll tem a ambição de criar um espaço internacional e multicultural. O site irá operar em seis idiomas: inglês, árabe, espanhol, francês, português e mandarim. Cada artigo será precedido de um resumo de dez linhas em diferentes idiomas, permitindo a todos a utilização de ferramentas de tradução automática. Sete medidas serão implementadas:

  • Grupos de trabalho sobre temas propostos e selecionados.
  • Sites parceiros de varias regiões e sobre varios temas.
  • Um "mural" de questões que se fazem ou que deveriam ser feitas pelos movimentos sociais.
  • Mobilizações e ações cidadãs propostas por nossos parceiros.
  • Uma pesquisa permanente sobre a estratégia dos movimentos sociais.
  • Textos lidos em outros lugares e selecionados com base em seu interesse.
  • Eventos, seminários, conferências

Para entrar em contato conosco

Últimas publicações

  • Parceiros Borderless Movement

    Borderless Movement | , por Borderless Movement

    Borderless Movement é uma pagina internet com sede em Hong Kong. Fundada por um grupo de ativistas sociais de longa data, estamos fortemente comprometidos com a transformação da democracia tanto em Hong Kong quanto na China Continental. Nós lutamos igualmente contra as mudanças climáticas e pela (...)

  • Parceiros Rede Internacional Sindical de Solidariedade e Lutas

    Rede Internacional Sindical de Solidariedade e Lutas | , por Réseau Syndical International de Solidarité et de Luttes

    The International Labour Network of Solidarity and Struggles, A Rede Internacional Sindical de Solidariedade e Lutas, criada em março de 2013, está aberta a todas as organizações que desejem aderir, independentemente da sua afiliação ou não-afiliação internacional (CSI, FSM, etc.). Ela reúne mais de 60 (...)

  • Parceiros Makaila.fr

    Makaila.fr | , por Makaila.fr

    Criado em 2007 pelo jornalista, blogueiro e refugiado político chadiano na França, Makaila.fr é um site de informação militante que lida com questões políticas, econômicas e sociais relacionadas ao Chade, à África e ao mundo em geral. Ele também aborda questões relacionadas à migração, direitos humanos e (...)

  • Parceiros Assafir Al-Arabi

    Assafir Al-Arabi | , por Assafir Al-Arabi

    Assafir Al-Arabi é uma plataforma de mídia digital, localizada no Líbano e focada no mundo árabe. Numa linguagem clara e acessível, ela apresenta uma análise de primeira mão das questões em jogo no terreno por atores profundamente enraizados, implicados e engajados em suas sociedades. O objetivo é (...)

Lido em outro lugar

  • Em defesa da Venezuela

    , por DE SOUSA SANTOS Boaventura

    A Venezuela vive um dos momentos mais críticos da sua história. Acompanho crítica e solidariamente a revolução bolivariana desde o início. As conquistas sociais das últimas duas décadas são indiscutíveis. Para o provar basta consultar o relatório da ONU de 2016 sobre a evolução do índice de (...)

  • A esquerda frente à Venezuela

    , por Claudio Katz

    A mídia mantém silêncio sobre a violência da oposição venezuelana e a repressão conduzida pelos governos de direita da América Latina. A estratégia de um golpe institucional tem sérios limites, mas a esquerda deve abordar esta nova ameaça, apoiando as decisões antiimperialistas e estabelecendo uma distinção entre o boicote capitalista e a ineficácia do governo atual.

  • O novo mundo que tarda a nascer

    , por MASSIAH Gus

    A situação atual parece desesperadora. A ofensiva das direitas e das extremas direitas ocupa o espaço e as mentes.
    Ela se exibe nos meios de comunicação e pretende expressar a direitização das sociedades. Contudo, o jogo ainda está
    sendo jogado. As sociedades resistem e as contradições estão atuando; são elas que determinam o futuro.

  • Opor-se a hegemonia global do sistema financeiro

    , por Alain Joxe

    Do ponto de vista estratégico, é importante superar a atual superioridade hegemônica do sistema financeiro sobre o sistema econômico e militar. A urgência para a esquerda é afastar o perigo de uma terceira guerra descentralizada e movel, que poderia tomar a forma de guerra em três campos em razão do surgimento do fato religioso. É igualmente importante abrir aos povos a possibilidade de uma solidariedade internacionalista baseada no direito internacional e na defesa dos direitos humanos.

Siga Intercoll.net

Redes sociais - RSS