Apresentação Intercoll

Intercoll é um espaço aberto de desenvolvimento e troca de ideias entre movimentos sociais e cidadãos. Visa contribuir para o surgimento gradual de um novo "intelectual coletivo internacional", através do desenvolvimento intelectual dos movimentos sociais e das redes de pesquisa e educação popular a elas ligadas. Intercoll tem a ambição de criar um espaço internacional e multicultural. O site irá operar em seis idiomas: inglês, árabe, espanhol, francês, português e mandarim. Cada artigo será precedido de um resumo de dez linhas em diferentes idiomas, permitindo a todos a utilização de ferramentas de tradução automática. Sete medidas serão implementadas:

  • Grupos de trabalho sobre temas propostos e selecionados.
  • Sites parceiros de varias regiões e sobre varios temas.
  • Um "mural" de questões que se fazem ou que deveriam ser feitas pelos movimentos sociais.
  • Mobilizações e ações cidadãs propostas por nossos parceiros.
  • Uma pesquisa permanente sobre a estratégia dos movimentos sociais.
  • Textos lidos em outros lugares e selecionados com base em seu interesse.
  • Eventos, seminários, conferências

Para entrar em contato conosco

Últimas publicações

Lido em outro lugar

  • O colapso começou. É político

    , por Alain Bertho

    À medida que as revoltas irrompem por todo o mundo, governar hoje é cada vez mais como fazer uma guerra aberta ou encoberta contra as revoltas dos povos e dos seres vivos, para manter a todo o custo uma ordem cada vez mais desacreditada. O antropólogo Alain Bertho rescreve para a revista Terrestres sobre esta "crise de governamentalidade" e sobre a longa seqüência de revoltas relacionadas que a causaram.

  • Tunísia. Custe o que custar, não os deixes atravessar

    , por Orient XXI, Sana Sbouai

    Em 2011 e 2017, dois naufrágios ao largo da costa tunisina envolveram unidades da marinha tunisina. Em ambas as ocasiões, os navios que transportavam migrantes para Itália foram afundados. O primeiro após uma colisão, o segundo tendo virado no final de uma perseguição. Erro técnico ou respeito - pago pelo alto preço - dos acordos entre a Tunísia e a União Européia?

Siga Intercoll.net

Redes sociais - RSS