Os movimentos sociais frente à guerra permanente

"Uma guerra civil em pedaços", disse o Papa Francisco. Conflitos armados violentos e sangrentos na Síria e no Iraque, na Líbia e no Iêmen, no Sahel e na África Central, na Bacia do Donets ucraniana e no Afeganistão, os focos de tensão persistem, ou estouram regularmente como na Palestina, conflitos frios podem ter um estopim desde o Cáucaso até o Saara. O número de refugiados e deslocados pelos conflitos armados no mundo excedeu desde 2014 o que havia sido atingido no final da Segunda Guerra Mundial.

Leia mais aqui

Journal des Alternatives, une plateforme altermondialiste

Siga Intercoll.net

Redes sociais - RSS