Grupos de trabalho

O propósito de um grupo de trabalho é construir um processo de apoio ao debate, uma espécie de "kit" e de "componentes" de pensamento estratégico que estão à disposição dos movimentos sociais, livremente disponível e distribuível. Cada grupo define o seu método de trabalho. Há pelo menos um moderador do debate para o grupo de trabalho. O grupo pode ser realizado em parceria com uma ou várias revistas, sites e editoras. Os arquivos são construídos a partir de artigos, entrevistas e trabalhos identificados. A especificidade é primeiro de começar pelas perguntas e os pontos de vista dos movimentos sociais. É também de confrontar diferentes pontos de vista segundo as regiões, as línguas, os tipos de movimentos, as temáticas.

Últimos lançamentos

Desde a ocupação de lugares culturais até à assembleia dos Comuns

, por Frédéric Sultan, Michel Bauwens

A cultura do povo está agora a transformar os movimentos sociais e políticos, a educação popular e a participação dos cidadãos. Não há nada como observar as formas de organização dos activistas com base em assembleias abertas, governação colegial, eleições sem candidatos, ferramentas e princípios da federação, para perceber o impacto dos bens comuns no domínio político.

Nossa seleção de março

, por PeopleKonsian

Este dossier sobre hip hop e movimentos sociais apresenta diferentes artistas cuja música está intimamente ligada ao seu compromisso político e militante. A sua música e letra estão inextricavelmente ligadas às suas origens e às lutas pelos direitos das suas comunidades que delas derivam.

Sobre o apartheid segundo B’Tselem

, por As-Safir Al-Arabi, Majd Kayyal

A decisão da organização israelense "B’Tselem" de descrever pela primeira vez como "apartheid" o regime em vigor nas áreas sob controle israelense lançou muitos debates. No entanto, esta posição não reflete um questionamento radical da essência racista e colonial de Israel.

YouTube viola os direitos digitais dos palestinos

, por Al-Shabaka, Amal Nazaal

Os palestinos estão relatando cada vez mais que seus direitos digitais estão sendo violados por plataformas de mídia social, incluindo o YouTube. Amal Nazzal examina as políticas problemáticas do YouTube e oferece recomendações para proteger os direitos digitais de ativistas palestinos, jornalistas e defensores dos direitos humanos.

Mais populares

Hip-hop e movimentos sociais

, por CICP, PeopleKonsian

Vetor de lutas sociais e políticas e das lutas cotidianas nos bairros populares, o hip-hop é uma ferramenta de denúncia, defesa e promoção de movimentos sociais. Por meio do rap, da dança ou do grafite, o hip-hop pode transmitir mensagens e tornar visível a solidariedade internacional e as lutas pela igualdade e contra todas as formas de dominação e discriminação. O surgimento deste movimento musical, cultural e social reflete uma certa democratização da música através de novas formas de expressões das classes populares.

Apresentação do grupo de trabalho sobre os Bens Comuns

, por Frédéric Sultan

"Fala-se de “bem comum” sempre que uma comunidade de pessoas está animada pelo mesmo desejo de se encarregar de um recurso que herdou ou criou e que se auto-organiza de forma democrática, amigável e responsável para garantir o acesso, uso e a continuidade no interesse público e a preocupação do "bem (...)

Por uma economia social e solidária comprometida com o empodermento

, por Francois Longerinas, Jean Philippe Milesy, Louise Bartlett

Nós definimos a Economia social e solidária como sendo o conjunto de empresas coletivas não-estatais (no sentido de atividades estruturadas por mulheres e homens ligados a um projeto comum) fundadas sobre a igualdade, a gestão democrática, a inexistência de fins lucrativos, mas também, segundo a nossa concepção, comprometidas de maneira consciente em um movimento de tranformação social e ecológica.

O grupo de trabalho ESS de Intercoll, como todos os grupos de trabalho da Intercoll, se compromete em primeiro lugar no inventário de ferramentas numéricas proveninentes dos movimentos da ESS comprometidos com a tranformação social e ecológica ou podendo participar dos mesmos.

Mundo digital e sociedade, um grande desafio para os movimentos

, por AGUITON Christophe

Estamos conhecendo “a digitalização do mundo”. Uma frase ao mesmo tempo justa - porque mostra a importância fundamental do mundo digital nas nossas vidas e nossas atividades - e falsa no sentido em que só são virtuais nossas interfaces, nossas relações sociais e as realidades do mundo bem como os processos de produção nas indústrias e no setor de serviços.

Este espectro extremamente amplo de domínios transformados pelo mundo virtual abre uma lista quase infinita de perguntas e problemas.

Siga Intercoll.net

Redes sociais - RSS